quarta-feira, 13 de maio de 2009

O PREFEITO AGORA NO "ACORDA CIDADE": FUI DESPACHAR NO HOSPITAL DA MULHER

o prefeito Tarcizio Pimenta agora sendo entrevistas por Dilton Coutinho no programa "Acorda Cidade", acaba de informar que ontem despachou no Hospital da Mulher, onde também funciona a Fundação Hospitar de Feira de Santana.

O chefe do executivo cita inclusive alguns secretários que foram atendidos, entre eles o João Carlos Cavalcane (Saude), Mauricio Carvalho (Desenvolvimento Social), Alcione Cedraz (Cultura), Ozeni Morais (Agricultura) e outros.

O alcaide disse ter visitado todas as dependencias, elogiou o almoço servido e fez o declaração que certamente não vai agradar o ex, levando-se em conta aquele estória do terceiro mandado:
- O Hospital da Mulher não está melhor nem pior do que os outros hospitais que existem aqui".

O prefeito voltou a explicar a visita não divulgada pelo ex, acompanhado da equipe de saude do segundo mandato, abordando ainda o caso das "pulseirinhas"...

O prefeito não explicou porque a sua ideia de despachar no Hospital da Mulher, inclusive recebendo secretários, coincidiu com as noticias envolvendo a fundação que funciona no mesmo predio.

E no mais, a SECOM - em que pese a competencia de Edson Borges, tomou um a zero do prefeito, já que no Informativo de ontem nenhuma linha sobre a transferencia provisoria do gabinete do alcaide...

3 comentários:

  1. PAULO COSTA - UMA MENTIRA PUXA A OUTRA -O prefeito Tarcízio (Nega Tudo) Pimenta está mesmo enfiado no xale da doida. Vejam os caros leitores que vagueiam seus olhos pela globosfera que gravita em torno da política de Feira de Santana, que para encobrir uma verdade obvia, ululante, ele ligou para Rafael Velame e tentou justificar com uma mentira descarada o fulcro da sua reunião fechada a sete chaves com o ex José Ronaldo de Carvalho, a ex-secretária da Saúde Denise Mascarenhas, o ex-presidente da Fundação Hospitalar Inácia Pinto, Gutemberg Almeida, e seu atual titular, o ex-vereador Jair de Jesus.

    Para desmentir que não houve sumiço em equipamento comprado para a rede municipal de Saúde, Tarcízio Nega Tudo vendeu a falsa versão de que a reunião fora tão somente para discutir sobre prestação de contas ao Tribunal de Contas dos Municípios, quando o que se conta à boca pequena nos arredores do gabinete do prefeito, é que o clima esquentou a tal ponto na fatídica reunião, que José Ronaldo se dirigiu a Jair de Jesus, irritadíssimo, e avisou-lhe: “Veja o que você está fazendo, rapaz”, no que o zeloso Jair de Jesus retrucou de pronto: “ Sou estou fazendo a minha parte, prefeito!”.

    A mentira de Tarcízio Nega Tudo caiu por terra na voz de um assessor de imprensa seu que, num gesto de coerência com a verdade e compromisso com a comunidade, literalmente deu o nome dos bois em programa matinal da Rádio Povo, quando nominou os equipamentos. Assim, o radialista Carlos Lima ( dê-se nome ao santo) ajudou a construir a verdade que fora completada na edição de terça-feira no Acorda Cidade do sempre bem informado Dilton Coutinho, que agregou às velhas denúncias outras tão ou mais escandalosas do que as que o falso malabarismo verborrágico de Tarcízio Nega Tudo tentara esconder.

    A mentira oficial não tem as suas pernas mais longas do que a mentira de um mentiroso qualquer. Mas, para cada mentira dita por uma autoridade pública, requererá sempre de uma nova mentira para encobrir a mentira anterior. Os cidadãos de Feira de Santana não vão aceitar a convivência com este modelo mandrak que Tarcízio passou a inaugurar na política de Feira, pois tal proceder não combina com o padrão de evolução da socieade feirense, que já não pode ser mais tocada pelo signo do improviso, do marketing pessoal deslavado, como se fôramos um bando de atabalhoados cidadãos desprovidos de discernimento e bom senso.

    Contra as mentiras do prefeito Tarcízio Nega Tudo e as suas incontáveis tentativas de encobrir as possíveis sujeiras que infectam a administração do Poder Executivo Municipal, os cidadãos de boa fé têm as instituições públicas democraticamente respaldadas na Constituição Federal para bater-lhes às portas e expulsar das masmorras da Prefeitura de Feira os males que prejudicam o desenvolvimento do Município, como o desvio de verbas, a malversação do dinheiro público, as jogadas entre as verbas públicas e os interesses de grupos privados.

    Aí estão o Ministério Público, as controladorias gerais da União e do Estado, a Lei de Responsabilidade Fiscal, os tribunais de contas, acessíveis todos às denúncias devidamente fundamentadas para por para fora do poder público todo e qualquer gestor que não trilhe nos trilhos da legalidade e do respeito à coisa pública.

    É bom ficar alerta, pois o ovo da serpente está prestes a eclodir.

    ResponderExcluir
  2. Hidelbrando Martins13 de maio de 2009 13:12

    Esse prefeito vai ter que encomendar muitos despachos, para acertar o rumo.

    ResponderExcluir
  3. Besta foi quem votou nele,um sujeito que não sabe se expressar,vai saber comandar um cidade do porte de Feira.
    Quem acreditou na conversa de amizade com o ex-prefeito e continuidade de seu governo, deve estar desesperado com o voto errado!
    Não adianta chorar,só resta torcer pra esse "terceiro mandato" acabar logo!
    Chega de Colbertfobia!

    ResponderExcluir