domingo, 4 de dezembro de 2016

IMAGEM DO TEMPO

A imagem é dos anos 60.
Ela mostra a quadra mais nobre das terras de Padre Ovídio.
Quadra que compreende as praças da Bandeira e João Pedreira.
No primeiro plano a Praça da Bandeira, com veículos estacionados no centro, à direita e à esquerda.
No segundo plano a Praça João Pedreira, logo depois do Abrigo Predileto e do Edifício Sarkis.
Nela nota-se a realização de uma feira-livre.
Pela pequena presença de feirantes e usuários não deve ser a tradicional feira-livre das segundas-feiras.
Certamente devia está acontecendo a feira de sábado, na época conhecida como a "feira-livre do pessoal da cidade e dos distritos mais próximos como Fortaleza (Jaiba), Gameleira (Ipuaçu), São José (Maria Quitéria),  etc.
Na segunda-feira é que acontecia a grande "feira-livre" envolvendo todo o município, dezenas de cidades que viviam sob a influência de Feira de Santana, sem falar nos usuários de Salvador que aqui comprovam carne de sol, requeijão, manteira, tapioca e muitas caças

VOCÊ ACREDITA QUE 200 PESSOAS MORAM NESTA CRATERA VULCÂNICA?

4.dez.2016 - Você já imaginou morar dentro da cratera de um vulcão ativo? Saiba que isso existe. A ilha de Aogashima, situada a 350 km de Tóquio, no Japão, é apontada como a mais isolada da região. Apesar disto, ela é habitada! Estima-se que atualmente, cerca de 200 pessoas residem no perigoso local, que teve sua última erupção em 1780, matando quase toda a população da época. Conheça, nas fotos a seguir, mais sobre a inusitada e fantástica ilha Reprodução/Longe da Rotina

NO TEMPO DO FEIRA TÊNIS CLUBE, 1966

(Folha do Norte de 17 de dezembro de 1966)

PSDB CONSOLIDA ESTRATÉGIA DIANTE DE POSSIVEL QUEDA DO GOVERNO TEMER

Jornal GGN - Em meio às análises sobre possibilidades do que a oposição a Michel Temer já denominou como "golpe dentro do golpe", com as mudanças introduzidas pela gestão peemedebista e, em seguida, após a queda de Temer, a tentativa de um nome do PSDB assumir a Presidência do país, Fernando Henrique Cardoso voltou a dar sinal verde como este nome do partido.


Por outro lado, a nova manifestação de FHC foi no sentido de que a imagem denegrida de Temer, por conquistar o cargo após um impeachment e não uma eleição direta, traria prejuízos maiores a um possível indicado pelo Congresso. MAIS

"APOSTAS SÃO QUE TEMER NÃO TERMINA O MANDATO", DIZ SENADORA

Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) avaliou que o aprofundamento da recessão econômica, a crise institucional e as investidas da Lava Jato tornam o governo Michel Temer (PMDB) ainda mais frágil do que foi o de Dilma Rousseff (PT); "Hoje, eu diria que 70 a 80% das apostas são que ele não conseguirá terminar seu mandato." A única diferença que ele mantém em relação ao governo Dilma é que ele ainda tem apoio do Parlamento. Mas esse é um apoio que não é sólido, é esponjoso, está para escapar porque as pessoas começam a questionar os parlamentares sobre o que está acontecendo, porque o Brasil não está melhorando", observa a parlamentar

JORNAL COMMERCIO


TAÍS ARÁUJO: "FICO EXCELENTE QUANDO ME VEJO NUA"

Celebrando seus 38 anos, completados no dia 25, a atriz faz um corajoso balanço de vida
Taís Araújo é um acontecimento. Articulada logo cedinho, ela recebe a QUEM para um papo enquanto toma café da manhã – reforçado, com omelete e pães. Com segurança, não se esquiva de perguntas nem dá meias respostas. Ela comemora o sucesso da parceria com o marido, Lázaro Ramos. Ambos viajam com a peça O Topo da Montanha e já têm a terceira temporada de Mister Brau garantida na grade da Globo no ano que vem. Mãe de João Vicente, de 5 anos, e de Maria Antônia, de 1 ano e 10 meses, ela celebra as conquistas de uma vida de quem não teve tudo de mãos beijadas. Dos casos de racismo ou sofrimento, tenta tirar lições: “O que aconteceu de ruim comigo ajudou a construir quem eu sou.”
Mais bonita
“A idade que mais me marcou foram os 37 anos. Minha avó morreu com 37... Então, quando fiz essa idade, foi um marco. Mesmo sem querer, eu pensava: será que vou chegar aos 38? Graças a Deus estou passando dos 37! Fico louca para chegar aos 40: é uma idade bonita. A idade não é um peso para mim, é uma alegria.”
Bem vivida
“Quando vejo minha vida, eu noto que fiz muita coisa nesses 38 anos. Acho que tenho uma vida bem direitinha: coisas feitas, conquistas, dois filhos, um casamento legal. Tenho muito orgulho de mim.”
Autoestima
“Autoestima é fundamental. Para se olhar no espelho, para se encarar, para sair de casa. Com ela, você batalha. O mundo quer te colocar para baixo o tempo inteiro, tem que ter autoestima.”


CORPO DO COMENTARISTA MÁRIO SÉRGIO É CREMADO NA GRANDE SÃO PAULO

 Ex-jogador, ex-técnico e comentarista da Fox Sports foi uma das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense na Colômbia.

ELVIS


CHÁCARA DA LUTA – DEPUTADO PROMOVE PLENÁRIA

"Ouvindo e falando muito que é para muito se ver!"

Plenária Municipal de avaliação do mandato na Chácara da Luta. Há 16 anos realizamos esse momento de reflexão política anual.

Na Plenária Municipal todos têm voz. Fazem parte da mesa, além do deputado estadual Zé Neto (PT); José Rocha, representando o executivo do PT de Feira de Santana; Hebert Florence, secretário geral estadual do PT; Silvio Dias, presidente do PTN de Feira de Santana; Robinson Almeida, suplente de deputado federal e Iraci Leite, diretora do Hospital Especializado Lopes Rodrigues. Além destes, estão presentes lideranças do município, sindicalistas, artistas e moradores da cidade, que compareceram neste domingo para avaliar o que foi feito e ajudar a construir coletivamente o Mandato da Luta de 2017.

MORRE O POETA FERREIRA GULLAR, AOS 86 ANOS

O poeta, ensaísta, crítico de arte, dramaturgo, biógrafo, tradutor e memorialista Ferreira Gullar morreu aos 86 anos; a causa da morte ainda não foi confirmada; o escritor estava internado no Hospital Copa D'Or, na Zona Sul do Rio; eleito em 2014 para a Academia Brasileira de Letras, coleciona uma vasta lista de prêmios; em 2010, foi agraciado com o Prêmio Camões, o mais importante prêmio literário da Comunidade de Países de Língua Portuguesa

IMAGEM DO TEMPO

Joia da Princesa
Do tempo quando ainda existia a chamada ferradura, dando frente para Rua Gonçalo Alves.
Só seria fechada quando João Durval foi governador (1983/986)
Imagem data do início dos anos oitenta.

CHARGE A CIDADEON


DE COMO UMA TRAGÉDIA ESPORTIVA SE TORNA UM SHOW MIDIÁTICO; E DE COMO UM SHOW MIDIÁTICO PODE SALVAR A DEMOCRACIA!

J. Carlos de Assis

Não há quem, no Brasil e no mundo, não tenha se emocionado com a tragédia que vitimou na Colômbia o time de Chapecó. Teve todos os elementos para isso: um time pequeno, mas já vitorioso, desaparece de um golpe; um símbolo da garra no esporte perde numa luta desigual com a morte; uma equipe constituída principalmente de jovens desaparece. Tudo isso colaborou para a emoção que sacudiu o Brasil, a Colômbia e o mundo. Mas justifica-se tornar tudo isso uma presa da mídia espetaculosa?
Pensei muito a respeito e cheguei a conclusão que sim, vale a pena. Por um momento,  no meio da cobertura massacrante e interesseira da Globo, foi possível vislumbrar a extrema capacidade do povo, daqui e lá de fora, de adotar gestos de solidariedade, fraternidade e amor mesmo entre diferentes. Esse desastre, de  certa forma, foi uma metáfora do destino que a sociedade brasileira pode ter no momento histórico peculiar que está vivendo. Somos, hoje, a imagem da discórdia e da ambição. A morte trágica dos chapecoenses lembra o imperativo de um caminho alternativo.

LEMBRANDO AQUELE FLUMINENSE, 1967

Domingo, 19 de fevereiro de 1967.
Estádio Municipal Almachio Boaventura.
Jogo pelo 2º turno do campeonato baiano de 1966
Fluminense 9 a 0 Estrela de Março
Gols de Almeida (4 vezes), Ivam (3) e Nona (2)
Time do Fluminense: Nadinho (depois Getulio, o Pelé da Elegante)
Luiz Alberto, Misael, Val (depois Bartola) e Noroel
Chinezinho e Ula (o Julio Porto)
Pinheirinho, Almeida, Ivam e Nona

CARLA BORA EXIBE BUMBUM PERFEITO EM ENSAIO DE LINGERIE SEM PHOTOSHOP

Atriz famosa pelo bordão 'Bora tomar uma?' posou sensual e mostrou as curvas.

A modelo Carla Reis, famosa por seu personagem Karlão do programa "Encrenca" da RedeTV!, resolveu tirar a roupa em um ensaio super ousado. A beldade escolheu lingeries com tons de vermelho e caprichou no carão fazendo poses sensuais e até se deitou no chão - tudo isso sem usar photoshop para tratar as imagens. Tá podendo, né?
Carla ficou conhecida pelo bordão "Bora tomar uma" e na vida real a morena revelou que adora tomar uma cerveja gelada no final de semana. "Eu gosto mesmo de beber de verdade, não é apenas do personagem. E esse bordão (bora tomar uma), viralizou na internet quando comecei mandar áudios e vídeos para meus amigos que saíam pra beber comigo"
Carla contou que fica feliz por ser reconhecida na rua e tem muitos fãs. "Eu fico muito feliz em ser reconhecida na rua, as pessoas me param pedindo pra tirar foto e falam que me assistem".

Mas como nem tudo são flores, a morena confessou que tem dificuldade de manter a forma e que a bebida atrapalha.  "Agora que trabalho na TV eu tento manter a forma e beber somente de final de semana, porque a bebida atrapalha na dieta". (EGO)

JANIO: CRISE BRASILEIRA PASSOU DE POLÍTICA A INSTITUCIONAL

O jornalista Janio de Freitas comenta em sua coluna, na edição deste domingo (4), que o Brasil vive uma crise institucional; "O Brasil está no terceiro ano de uma desconstrução que só tem encontrado estímulos, nenhum obstáculo. A crise passou de política a institucional, como previsível. Quem apoiou o impeachment com a ideia de que seria um fato isolado tem elementos agora para começar a entendê-lo. O confronto protagonizado por Judiciário e Legislativo tem as formas de divergências legais e vinditas mútuas, mas o seu fundo é institucional: é disputa de poder", diz; segundo ele, Temer, que arquitetou o golpe ao lado de Aécio Neves, é agora o alvo

APROVAÇÃO A TEMER VAI AO CHÃO, ATÉ EM MATERNIDADES

Michel Temer nunca foi tão impopular como agora; segundo o colunista Lauro Jardim, do Globo, o Palácio do Planalto já tem pesquisas qualitativas que dão conta de que sua aprovação popular é a menor desde a posse – quando já era baixíssima, próxima a 6%; ele informa ainda que o presidente é impopular até nas maternidades; um levantamento do site BabyCenter afirma que "Michel" foi um dos nomes que mais caiu na preferência das mães que registram seus bebês, recuando mais de 100 posições no ranking; os motivos para a reprovação a Temer são a percepção crescente de que houve um golpe no Brasil e de que o governo atual, que prometia confiança, está aprofundando a recessão.


FEIRA ONTEM

Da "raposa" política Antonio Carlos Magalhães emde reunião com os líderes locais da Arena, na residência de João Durval Carneiro, na Avenida Maria Quitéria:
-Política é como namoro. Todo dia se conversa sobre o mesmo assunto, mas com sabor diferente
(Feira Hoje edição nº 1.553)

VALE A PENA LER DE NOVO

Eleito em 1996 e empossado prefeito pela terceira vez em janeiro de 1997, Falcão vai a inauguração de uma horta comunitária no Jardim Cruzeiro.
Encontra  Aloísio Benjamim de Oliveira, que cobra o cargo que lhe fora prometido durante a campanha do segundo turno, quando os colberzistas o apoiaram no embate contra Josué Mello.
Falcão levante a cabeça, abraça o falecido Aloísio, mais conhecido como Sergipe, lambe os lábios e diz  piscando um olho:
Sergipe, Sergipe, não me venha agora com essas conversas de campanha...


DUKE


IMAGEM DO TEMPO, 1973

Quando aqui esteve participando do amistoso Fluminense 1 a 0 São Paulo, gol de Cabinho, Mané Garrincha, o "Rei das Pernas Tortas", posou com o dirigente tricolor Eduardo (Duzinho) Lacerda e o craque Mário (Onça) Felipe, vendo-se ainda um jovem.
(Foto de Antonio Carlos Lopes)

TÚNEL DOMINICAL VI

O Baile das Estrelas.

Nesta sexta, em ambiente descontraído, acontece  I Baile das Estrelas, na Vitória, tendo na organização o ator Edson Baptista (foto), congregando o pessoal gay da Bahia. A festa tem uma série de novidades, como escolher por uma comissão, a Rainha das Estrelas, a Mais Bela de Todas Elas, além  do título de Astro do Ano a Edival Souza por estar completando 30 anos de rádio-difusão (Feira Hoje de 10 de abril de 1980)

O TEMPO


TÚNEL DOMINICAL V

Exigências da Sudene.
A Sudene passou a exigir a localização dos novos projetos industriais em Distritos, a não ser que, por características muito particulares, tal localização não seja recomendada – disse o superintendente Raimundo Torres (foto), do CIS, após ter participado, em Salvador, de um seminário sobre o Finor, com a presença do superintendente José Lins de Albuquerque entre os dias 3 e 4 
(Feira Hoje de sexta-feira, 7 de maio de 1976)


TÚNEL DOMINICAL IV

Padroeiro do distrito.
Começam no domingo próximo, no distrito de Bonfim de Feira, os festejos em homenagem ao padroeiro do distrito. Além das novenas, consta do programa leilão, lavagem da igreja, missa festiva e solene procissão encerrando as festividades no dia 13. No comando de mais uma festa, entre outros, Luiz Alvim Boaventura (foto) e Antonio Roberto Mascarenhas Bastos 
(Feira Hoje de quinta-feira, 3 de abril de 1980)


TÚNEL DOMINICAL III

Maneca lança livro.

O escritor Maneca Muniz (foto) lançará nesta sexta, às 20 horas, em noite de autógrafos, no Hotel de Turismo Carro de Boi, seu livro “Reencontros”, que foi elogiado pela crítica baiana, quando do seu lançamento no Iguatemi, em Salvador. O livro tem capa e ilustrações de gente famosa das artes plásticas da Bahia como Tati Moreno, Floriano Teixeira e Zé Maria 
(Feira Hoje de quarta-feira, 22 de agosto de 1979) 

TÚNEL DOMINICAL II

Colbert quer UNE aqui
O prefeito Colbert Martins (foto) reafirmou ontem que Feira de Santana está á disposição dos estudantes para a realização do congresso de reestruturação da União Nacional dos Estudantes, caso não consigam realizá-lo em Salvador, como está programado. Ele considera importante a reestruturação da UNE, extinta em 1968, para a redemocratização do país 
(Feira Hoje de quinta-feira, 10 de maio de 1979)


TÚNEL DOMINICAL I

7ª Mostra de Desenho.
O artista plástico Juracy Dórea (foto), também escritor, poeta, fotógrafo, cineasta e arquiteto, vai participar, no período de 27 de julho a 3 de agosto, da 7ª Mostra de Desenho Brasileiro, que é realizado bienalmente pelo Museu de Arte Contemporânea do Paraná. A mostra vai reunir uma visão panorâmica e documental  das atuais tendências  do desenho que é desenvolvido no Brasil
(Revista Panorama de 11 de julho de 1986).

sábado, 3 de dezembro de 2016

FEIRA ONTEM

Moreira de Pinho era o “guarda livros” – hoje Ciências Contábeis, da firma Cerqueira, Irmão & Companhia Limitada, na mesma Praça da Bandeira onde eu trabalhei com Gilberto e Milton Costa, pai e filho, grande nomes da Feira de ontem.
Tive o prazer de conhecer Moreira de Pinho, que na labuta não dispensava dois lápis, um deles de reserva guardado na orelha.
Não fazia propaganda, mas era um grande poeta. Sua poesia estava sempre estampada na veneranda Folha do Norte, que em abril de 1951 brindou os leitores com esta obra de Moreira de Pinho, que hoje é nome de rua no Jardim Acácia:

É a partida um paradoxo, que jamais a gente explica:
- Quem fica, fica saudoso, quem parte, esquece quem fica.
Mas muita vez na partida, o caso muda entre os dois:
- Quem parte, leva saudade, quem fica esquece depois.
Outra vez, por um capricho, que o destino se distrai,
quando alguém vai para longe, a saudade fica e vai.
É a partida um paradoxo, que jamais a gente explica:
- Quando se finge saudade, saudade não vai, nem fica.      

IMAGEM DO TEMPO

Durante muito tempo duas feras do rádio feirense, em especial nos anos sessenta.
Joel Magno, à esquerda, criou e comandou vários programas. De todos, o que mais despertou as atenções do público ouvinte foi o "Atrações Jota Magno" com seu prefixo inconfundível e uma seleção musical com o melhor da MPB.
Ivanito Rocha, à direita, fez de tudo na Rádio Cultura, a "mais querida". Foi apresentador no estúdio, comandou programas de auditório, narrou e comentou jogos de futebol, foi cantor, e no entardecer dos sábados dominava a audiência fazendo ao vivo com o cantor galã Raimundo Lopes o programa "Duas vozes e um violão".

NÃO ACREDITOU QUE IA DAR EM APELOS À VIOLÊNCIA DA DIREITA? ENTÃO ASSISTA...

Por Fernando Brito

Não é falta de aviso.

Ontem escrevi aqui que se “Você achava fascistóides as marchas do coxinhas? Espere para ver domingo…”.

Hoje, o site Poder 360, do jornalista Fernando Rodrigues mostra um uma edição com trechos de videos recolhidos em “páginas mantidas pelos movimentos anti-Dilma”, segundo o repórter Caio Spechoto.

O título, cândido, não revela exatamente o que é: “Na onda antipolítica, classe média sobe o tom contra Congresso e Michel Temer“, sobre as manifestações de amanhã.

É pior: são ameaças e convocações explícitas para “bater nos deputados”, fechar o Congresso e instaurar uma ditadura.

Assim, sem meias palavras.

Será que alguém pode ter dúvida que as manifestações radicais dos procuradores (e também de alguns juízes) não açulou estas pessoas a dizerem o que estão dizendo?

Será que as ameaças do Dr. Deltan Dallagnol e do procurador Carlos Fernando Lima, ameaçando deixar a Lava Jato não estimulam este comportamento facinoroso?


Quando tiver agressão, não se venha condenar. Será hipocrisia.

A LEI DO AMOR – TIAGO FAZ SURPRESA DESAGRADÁVEL PARA LETÍCIA

Neto de Mág aparece no flat da menina acompanhado de Pedro

Letícia (Isabella Santoni) está morando sozinha em um flat. A patricinha fingiu brigar com Tião (José Mayer) para tentar se reaproximar de Tiago (Humberto Carrão). E parece que o plano está dando certo! Enquanto conversa com Camila (Bruna Hamú), o interfone toca e anuncia a chegada de Ana Luiza (Bianca Müller). "O que a tua irmã veio fazer aqui? Ela me acha uma pentelha!", Letícia estranha.
Para a surpresa de todos, a filha mais nova de Hércules (Danilo Granghéia) chega acompanhada de Helô (Cláudia Abreu), que tenta amenizar o climão: "Não se preocupe! Só vim ver como você está". Elas começam a falar da decoração do flat quando, para a alegria de Letícia, Tiago aparece. "Que surpresa boa!", vibra a garota. "Tem outra melhor ainda!", diz o rapaz, indicando que veio com Pedro (Reynaldo Gianecchini).
Ihhhh... Parece que o climão vai piorar! Você não pode perder a cena prevista para ir ao ar neste sábado, 3/12.

FORA ELEIÇÃO, O RESTO É GOLPE

"Protesto de amanhã merece repúdio. É uma ação destinada a elevar a pressão autoritária contra o Congresso, instituição que, mesmo enfrentando problemas que todos conhecemos, está condenada a se manifestar em momentos de crise, pois expressa a soberania do voto popular, que o Judiciário não possui e encontra-se enfraquecida num Executivo governado por um presidente fraco desde a origem", escreve o colunista Paulo Moreira Leite; para ele, os choques recentes entre Sérgio Moro e Gilmar Mendes a respeito do projeto de lei sobre abuso de autoridades explicam-se pela nova conjuntura de crise aguda; "Os dois andaram juntos quando o impulso autoritário que vinha da grande mídia e alimentava as ruas era útil para ambos. Acabaram separados quando o mesmo movimento pode prejudicar os aliados históricos de Gilmar, mas beneficiar os aliados originais de Moro", disse   MAIS

CARURU COM MAIS DE 40 ANOS DE TRADIÇÃO


Iansã foi festejada no centro de abastecimento neste sábado